Menino de 9 anos morre após ser picado por escorpião

O estudante Pablo Henrique Araújo Laureto, de 9 anos, morreu, na Santa Casa de Araçatuba, vítima de picada de escorpião. Ele estava internado na UTI Neonatal do hospital desde as 8h30 de sábado, mas mesmo recebendo toda medicação não sobreviveu aos efeitos da picada do aracnídeo.

Pablo teria sido picado na madrugada de sábado, quando dormia na casa da avó, no bairro Guanabara. O menino acordou com dor e seus pais foram chamados pelos parentes e o levaram até o Pronto-Socorro Municipal, de onde foi encaminhado para a Santa Casa.

Informações de pessoas ligadas à família indicam que o escorpião picou Pablo nas proximidades de um dos ouvidos. O óbito do estudante foi registrado como “acidente escorpiônico”.

O corpo de Pablo Henrique está sendo velado na capela da funerária Cardassi, na avenida Saudade, e deverá ser sepultado na manhã desta segunda-feira, no cemitério que fica em frente, em horário ainda indefinido.

ESTATÍSTICA

Na sexta-feira, a Prefeitura de Araçatuba divulgou dados que indicavam que, de 1º de janeiro até aquela data, a cada dia, 3 pessoas são picadas por escorpiões em Araçatuba. A constatação é baseada nos 1.036 casos contabilizados no município em um período de 327 dias, conforme dados atualizados pela Vigilância Epidemiológica, órgão ligado à secretaria municipal de Saúde.

A atualização dos dados indica um crescimento no número de vítimas de escorpiões, por dia, em comparação com os 100 primeiros dias de 2018, conforme divulgação feita pela Prefeitura. Na ocasião, a estatística indicava o registro de 209 casos durante o referido período, o que correspondia a 2,09 pessoas picadas pelo aracnídeo a cada 24 horas.

Durante todo o ano de 2017, conforme a administração municipal, foram registrados 513 acidentes envolvendo escorpiões. O que demonstra que durante todo ano passado contabilizou menos da metade do número de pessoas picadas pelo bicho em comparação com os dados de 2018.

INFESTAÇÃO E CEMITÉRIO

O elevado número de pessoas picadas pode configurar uma infestação de escorpiões em Araçatuba. Situação reforçada por dados repassados ao Araçatuba e Região, pela administração municipal, sobre uma recente operação de captura realizada no cemitério da Saudade.

Em um mutirão de limpeza realizado no local, agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) encontraram mais de 100 exemplares do aracnídeo, escondidos debaixo de construções, lixo e até mesmo em casca de árvore.

A ação no cemitério da Saudade causou espanto nos próprios agentes controladores de endemias. E também levou uma moradora vizinha a relatar em uma rede social o aparecimento de escorpiões em sua casa após a “caçada” feita no Saudade.

Fonte: aracatubaeregiao

Foto: Reprodução/Facebook